Minoxidil: saiba a diferença da solução líquida para espuma

Atualmente, quando o assunto é combater a calvície feminina, preencher falhas e estimular o crescimento capilar, o medicamento mais recomendado pelos médicos é o minoxidil para mulheres, das marcas Foligain For Women e Rogaine Womens, por ser a única loção comprovada cientificamente capaz de reverter todo esse processo da perda capilar e ainda prolongar a fase anágena da vida do cabelos.

No entanto, na hora de escolher uma loção do minoxidil para comprar, acabamos nos deparando com ele sendo comercializado em duas versões: a líquida e a versão em espuma.

E agora qual comprar? Qual é a diferença do minoxidil em espuma para a líquida?

Todas estas dúvidas e outras serão respondidas neste artigo, então não deixe de ler até o final.

Conhecendo as diferenças do minoxidil

Quando o uso do minoxidil foi aprovada pela FDA há mais de vinte anos atrás, a única versão existente para comercialização na época, era a solução líquida de minoxidil, e, apesar de apresentar excelentes resultados na diminuição da queda e no crescimento de novos fios de cabelos, um pequeno número de usuários da versão líquida do minoxidil da época, começou a relatar efeitos colaterais como coceiras, vermelhidão, irritação do couro cabeludo além de deixar o cabelo com um aspecto ressecado.

Esses “efeitos colaterais” devido o uso da solução líquida do minoxidil, foram rapidamente identificada como uma consequência de um composto chamado “proprilenoglicol” também conhecido como álcool diol do qual sua fórmula contém.

Uma vez observado e relatado estas reações que a substância proprilenoglicol causava em certas pessoas que precisavam e faziam o seu tratamento com o minoxidil, a versão do minoxidil em espuma foi desenvolvida sem o composto responsável por todos estas reações.

Agora que já sabemos que basicamente a única diferença está em um único ingrediente de ambas as fórmulas, será que alguma versão do minoxidil é melhor que o outro? Continue lendo para descobrir.

Qual versão do minoxidil é melhor?

Pesquisas feitas no Duke University Medical Center, em Durham, Carolina do Norte, constaram que as soluções de espuma e líquida, em termos de eficácia produzem os mesmos resultados em relação a regeneração capilar.

A diferença consiti somente na diminuição dos efeitos colaterais relatados como: coceiras, vermelhidão e irritação, por aqueles que optam por fazer o tratamento com a versão espuma do minoxidil, do que a versão líquida.

Porém, um outro estudo realizado ainda pela Duke University, eles incluíram uma pesquisa de classificação de “uso do consumidor”, cujo o tratamento com o minoxidil em espuma, foi o mais bem avaliado e considerado até superior a solução líquida, devido a fatores como: facilidade de aplicação, ter uma secagem mais rápida e por conseguir não deixar o cabelo com aspecto duro de “ressecado”.

Quanto custa ambas as versões do minoxidil 5%?

Existe uma pequena diferença entre os preços da versão espuma minoxidil e a versão líquida, no entanto o que de fato vai pesar mais, é a marca do minoxidil que você optar por comprar.

Por exemplo, devido a marca Rogaine, ter sido a pioneira e a criadora da fórmula minoxidil, o valor de seus kit de minoxidil 5% são um pouco mais caros, do que a marca Foligain.

Onde comprar a versão espuma do minoxidil 5% para mulheres?

Tanto a versão líquida do minoxidil 5% para mulher, quanto a versão espuma do minoxidil 5% feminino, são comercializadas pela loja virtual gigihair.com.br, loja essa que realiza entregas para todo o Brasil com frete grátis.

Quanto tempo para ver resultados?

O tratamento com qualquer versão do minoxidil 5% requer um tempo mínimo de 90 dias, para a pessoa obter resultados.

No entanto, o ideal é que um tratamento com minoxidil 5%  tenha duração de pelo o menos 1 ano, para cimentar os ganhos dos fios de cabelos.

Lembrando que caso você tenha calvície feminina (alopecia androgenética) o tratamento com minoxidil 5% deve ser contínuo, por toda vida.

Calvície feminina – Como identificar e tratar descubra aqui

A calvície de padrão feminino, também conhecida como alopecia androgenética, é caracterizada por uma hipersensibilidade de receptores hormonais no couro cabeludo, do qual desencadeia o afinamento progressivo dos fios de cabelos até a completa obstrução do folículo piloso (local do nascimento dos fios), essa condição atinge 5% das mulheres.

Diferente dos homens, a condição ainda atinge uma porcentagem baixa nas mulheres, porém sua ação funciona da mesma maneira: tudo começa com uma falha aqui, outra ali, que no final vão aumentando gradativamente.

Ainda assim, as mulheres diagnosticadas com a alopecia não costumam ficarem carecas por completas, o que acontece é uma grande (falha) diminuição dos fios de cabelo na região do alto e da frente da cabeça a ponto de deixar o seu couro cabeludo totalmente visível, se não tratar.

A escala de Sinclair -alopecia-feminina-
Escala Sinclair para queda de cabelo de padrão feminino. 
O estágio 1 é normal. O estágio 2 mostra o alargamento da parte central. O estágio 3 mostra o alargamento da parte central e a perda de volume lateral à linha da peça. O estágio 4 mostra a perda avançada. O estágio 5 é o total desenvolvimento de uma careca.

De acordo com a dermatologista Dra Monica Linhares. “Os primeiros sinais da calvície feminina podem ser observados a partir da risca do cabelo, que vai se “alargando” e afinando os fios do alta da cabeça, deixando em evidência o couro cabeludo.

Infelizmente, a calvície feminina não tem cura e causa um grande impacto negativo na auto imagem da mulher que possui a condição, afetando até mesmo a sua qualidade de vida, levando-a não se sentir mais atraente, ocasionando vergonha e até estresse emocional.

No entanto, é possível controlar e até mesmo reverter o quadro da alopecia androgenética, mas você vai precisar ter um certo nível de dedicação e paciência, para não só conseguir preencher as falhas e recuperar os seus fios de cabelos, mas também ganhar a sua auto estima de volta.

Existe um medicamento que foi aprovada pela (FDA) equivalente a ANVISA em 1988 que até hoje funciona, e acumula diversos estudos científico comprovando a sua eficácia em tratar e combater a calvície feminina.

Inclusive atualmente, ele é o único medicamento independente de androgênio, cujo seu uso é famoso entre as mulheres e homens que desejam combater e tratar a calvície, estamos falando da solução tópica do ingrediente ativo Minoxidil 5 %, cujo seu mecanismo de ação proposto para este medicamento é afetar o ciclo capilar, causando a interrupção prematura da fase telogênio e prolongar a fase anágeno (ciclo de crescimento dos fios). Em outras palavras, ele estimula o crescimento capilar e para a queda. No entanto ressalto que esse medicamento não deve ser utilizados por mulheres grávidas ou que estão amamentando.

Inclusive em um estudo clínico realizado em mulheres, com idades entre 18 e 45 anos, com graus leves a moderados de queda de cabelo, foi observada a seguinte resposta ao uso do ingrediente ativo minoxidil : 47% das mulheres relataram crescimento moderado de cabelos após usar minoxidil por 6 meses. 53% apresentaram um crescimento e regeneração capilar moderada após 8 meses de tratamento. 

Quanto tempo leva para ver resultados?

O uso do minoxidil solução tópica 5% para tratamentos em alopecia, leva em média de 5 – 12 meses para apresentarem uma melhora significativa.

Importante ressaltar que o uso da loção minoxidil por pessoas que são portadoras da doença crônica alopecia androgenética (calvície) precisa ser continuado por toda vida.

Quanto custa e onde encontrar o minoxidil para comprar?

Você pode comprar o seu kit de minoxidil para mulheres em versões de 2% ou 5% aqui na loja GiGiHair. Onde o preço varia entre 150 a 300 reais, dependendo somente da marca que você for optar para comprar.