Mulher do jogador Thiago Silva revela problemas com calvície e mostra fotos

A calvície hereditária feminina, também conhecida como alopecia androgenética, afeta 5% das mulheres e causa o afinamento dos fios capilares ao longo do tempo.

Essa condição é causada por uma hipersensibilidade de receptores hormonais no couro cabeludo, o que leva ao afinamento contínuo do fio até a completa obstrução do folículo piloso, local onde nascem os fios.

É uma doença hereditária que afeta mais comumente os homens, mas também interfere na vida de muitas mulheres. Independentemente do sexo, a alopecia androgenética funciona da mesma maneira.

Começa com uma falha aqui e outra ali, que vai aumentando periodicamente. Infelizmente, é o tipo de condição que não tem cura.

Os primeiros sinais envolvem uma perda mais generalizada do cabelo, com raleamento visível dos fios no topo da cabeça. A risca do cabelo cresce com o tempo e mostra cada vez mais o couro cabeludo

Muitas famosas sofrem com a condição e algumas, como a influencer Belle Silva, mulher do jogador Thiago Silva, falam abertamente sobre a doença nas redes sociais.

Belle foi questionada pelos seus seguidores sobre a relação entre sua calvície hereditária e o uso de produtos químicos no cabelo e respondeu: “A calvície da minha família é hereditária. Meu irmão tinha 17 anos e ficou com entradas. Minha mãe, meu pai e minha irmã são muito cabeludos, mas eu e meu irmão temos esse problema”.

A influencer também comentou que a queda dos cabelos aumentou quando ela se tornou mãe, o que é bastante comum por conta dos níveis hormonais do período pós-parto.

Imagens retiradas do Instagram de Belle Silva.

Outra influencer brasileira que fala bastante sobre o assunto em suas redes sociais é a Giovana Iniesta do canal eperfil no Instagram Por Mais Fios. A jovem, hoje com 29 anos, sofre com a condição desde o fim de sua adolescência.

Imagem retirada do Instagram de Giovana Iniesta

Hoje conta que lida muito melhor com sua doença e dá muitas dicas para outras mulheres que sofrem com a alopecia androgenética sobre produtos, tratamentos, técnicas para disfarçar falhas, etc.

A calvície infelizmente não tem cura, mas há diversos tratamentos hoje no mercado. É importante ressaltar que uma consulta com um dermatologista é essencial, pois só ele saberá receitar o melhor tratamento.

Como lidar com a calvície feminina hereditária?

Se a falta de cabelo afeta a autoestima dos homens, que não sofrem a mesma pressão estética que as mulheres, essas últimas acabam com a autoestima dez vezes mais afetada que a deles.

O cabelo sempre foi associado à feminilidade e por mais que esse seja um pensamento bastante retrógrado e sexista, muitas mulheres se sentem menos femininas com a queda dos cabelos, e é aí que entram os tratamentos.

O Minoxidil é um vasodilatador utilizado no passado para o tratamento de hipertensos, mas seu efeito colateral é estimular o crescimento dos cabelos, então foi reformulado e passou a ser utilizado de maneira tópica no tratamento da calvície.

Muitos homens usam o Minoxidil, mas você sabia que as mulheres também podem tratar a alopecia androgenética com esse medicamento?

Diferentemente do tratamento da calvície masculina, a concentração indicada para o tratamento da feminina é geralmente de 2% uma vez ao dia, mas isso pode variar de acordo com o quadro, por isso é sempre importante contar com o acompanhamento de um dermatologista.

É importante frisar que o tratamento com Minoxidil não pode ser interrompido, pois isso desencadeia a queda dos fios. Além disso, gestantes e lactantes não devem utilizar esse medicamento, por conta dos riscos ao feto e ao bebê.

Os efeitos obtidos por meio desse tratamento podem levar de 2 até 12 meses para apresentar melhorias na quantidade, espessura e comprimento dos cabelos, o que ainda varia de caso pra caso.

O Woman’s Rogaine, Minoxidil da Rogaine com concentração de 5%, é o produto mais usado contra queda de cabelo nos EUA e o mais indicado para mulheres por médicos e especialistas. Tanto a versão em loção quanto a versão em espuma penetram no couro cabeludo tratando a queda dos cabelos.

O complemento vitamínico também pode ser um ótimo aliado das mulheres na luta contra a alopecia androgenética.

Hair Skin and Nails da Nature’s Bounty

O Hair Skin And Nails da Nature’s Bounty contém um equilíbrio certo de nutrientes que fortalecem as unhas, a pele e especialmente os fios de cabelo. O produto promete fios mais grossos e com um aspecto mais saudável. Sua fórmula conta com vitaminas do complexo B, biotina, vitamina E, vitamina C e vitamina A.

Aliar os dois produtos garante um couro cabelo mais saudável e fios mais resistentes. O Woman’s Rogaine com o Hair Skin and Nails da Nature’s Bounty formam uma dupla imbatível contra a calvície feminina hereditária!

Clique aqui para comprar o suplemento importado Hair Skin Nails –

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *