Cetoconazol para calvície feminina – Funciona?

Você já ouviu falar no Cetoconazol? Ele é muito conhecido por ser um excelente aliado das pessoas que sofrem com caspas, seborreia e até micose do couro cabeludo.
O que muitas pessoas não sabem é que ele também pode e deve ser um grande amigo para quem sofre de calvície, isso mesmo, ele também ajuda no tratamento de quem sofre de calvície.

O que é o Cetoconazol?

O cetoconazol é uma substância sintética com propriedades antifúngicas e anti-inflamatórias derivada do imidazol, usado topicamente. Apesar de parecer mágico, o cetoconazol não faz parte de nenhuma descoberta recente, ele está nas prateleiras dos mercados e farmácias desde os anos 80, muitas vezes passando desapercebido nas fórmulas de alguns shampoos.

Como ele ajuda no combate a calvície?

Muitas pessoas já confirmaram a eficácia dos shampoos que possuem cetoconazol em retardar o avanço da calvície e aumentar a grossura e densidade dos fios, mas ainda não se sabe ao certo como e porque isso acontece. Estudos têm sido realizados para que sejam encontradas respostas concretas e comprovadas cientificamente.

Uma das hipóteses para solucionar essa dúvida, e que já está sendo estudada, está associada ao efeito do cetoconazol na redução da oleosidade e das bactérias do couro cabeludo.
O DHT é compilado em várias partes do nosso corpo, inclusive nas glândulas sebáceas que lubrificam o nosso cabelo, ou seja, se associa a substâncias oleosas com facilidade.
Alguns pesquisadores acreditam que o sebo produzido pelas glândulas do nosso couro cabeludo seria rico em DHT, e que remover o seu excesso significaria reduzir a quantidade da substância que possivelmente entraria no folículo e poderia afetá-lo.

Outra resposta se baseia no fato de que, além de agir como antifúngico e anti-inflamatório, o cetoconazol é capaz de reduzir a produção e a atuação de alguns hormônios no nosso corpo, inclusive a testosterona e a sua variante mais associada à alopecia androgenética (calvície), a di-hidrotestosterona (DHT).

Porém não são todos os tipos de cetoconazol que possuem a mesma desenvoltura, essa ação antiandrogênica só foi observada até hoje com o cetoconazol sistémico -comprimido (dentro do organismo) -. Como dito anteriormente, ainda não existe comprovação científica de que a atuação superficial do produto no couro cabeludo seja suficiente para combater, sozinha, os efeitos do DHT nos folículos capilares.

Uma terceira possibilidade é a de que o cetoconazol ajudaria a combater quadros inflamatórios que possam estar interferindo no ciclo de vida dos cabelos e gerando a queda excessiva.

O fato é que os shampoos de cetoconazol têm ficado cada vez mais conhecido nos últimos anos e ganhado cada vez mais usuários.

Existem diversos relatos de resultados positivos, principalmente quando os shampoos são combinados a outros tipos de tratamentos para intensificarem sua ação. Vale tentar, não é mesmo?!

Uso do minoxidl da Rogaine 5% Womens

 

Uma boa alternativa para combinar com o shampoo e que o torna mais eficiente é o Minoxidil da Rogaine 5% Womens.

Ele é um produto específico para tratamentos de regeneração capilar, para queda ou desbaste hereditário voltado para o público feminino, que consegue prevenir e combater a queda além ser clinicamente comprovado que faz o cabelo crescer na região aplicada.

Ambos, se usados juntos, podem trazer resultados de forma mais rápida.
Mas não esqueça, é sempre importante buscar a orientação de um médico dermatologista antes de iniciar o uso dos produtos.

Clique aqui para ler mais sobre o minoxidil da Rogaine For Womens.

Anvisa e o uso do cetoconazol para calvície

A Anvisa -Agência Nacional de Vigilância Sanitária- autoriza o uso do medicamento cetoconazol tópico apenas no tratamento de caspa, dermatite seborreica e ptiríase versicolor, portanto, a sua indicação no tratamento da queda de cabelos é considerada off-label, mas não necessariamente incorreta, segundo a própria Anvisa.

 

Versão Sistémica (comprimido) x Versão Tópica (cremes, shampoos)

Apesar da versão sistémica ser validada como mais eficaz, seu uso é restrito. Apenas médicos podem recomendar o uso do medicamento e somente em casos mais severos pois a substância pode ser extremamente agressiva ao fígado e aos rins, necessitando regularmente de um acompanhamento médico para garantir que está tudo certo.

O cetoconazol shampoo é mais indicado para tratamento da dermatite seborreica (seborreia) ou fungos do couro cabeludo, porém nada impede seu uso na tentativa de combater a calvície.

O cetoconazol é mais indicado para tratar micoses na unha e infecções na pele, sendo aplicado diretamente na região afetada uma vez ao dia.

Contraindicações e riscos de Cetoconazol

O medicamento é contraindicado para pessoas com hipersensibilidade (alergia) conhecida a qualquer componente da formulação (leia sempre rótulo).
Os sintomas de maior sensibilidade são a coceira e a vermelhidão na pele após o uso.

Informação importante sobre o produto


Vale lembrar aqui que o Shampoo Cetoconazol deve ser mantido em embalagens fechadas e protegidas do ar e da luz solar.

Ele também não deve ser submetido a temperaturas maiores que 40°, pois é fotossensível e facilmente oxidável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *