Oleosidade e queda capilar tem relação?

Cuidar dos fios de cabelo é fundamental para evitar que eles fiquem ressecados e quebradiços.

No entanto, algumas pessoas sofrem com o contrário: excesso de oleosidade no cabelo.

Você passa por esse problema? Já ficou na dúvida se cabelo oleoso cai mais de fato ou não?

Se você respondeu que sim para as perguntas anteriores, acompanhe o nosso conteúdo.

Fizemos um artigo pensando em você que quer sanar todas essas questões!

Então, vamos juntas aprender mais?

Minoxidil resseca o cabelo ou deixa ele oleoso? O que fazer?

Tudo que você precisa saber sobre excesso de oleosidade no cabelo

Excesso de oleosidade no cabelo: o que é?

Por muito tempo, nós, mulheres, ficamos reféns de procedimentos que mudassem a curvatura dos nossos fios.

Por isso, nem sempre conseguimos identificar a nossa realidade capilar e responder a seguinte questão: seus fios são mais ressecados, mistos ou oleosos?

Para saber se você sofre com a oleosidade capilar é fácil.

Você precisa parar e prestar atenção em dois principais aspectos: sente necessidade de lavar os fios com maior frequência devido ao brilho excessivo deles? Sente que esses fios ficam grudados entre si?

A possibilidade de sofrer com o excesso de oleosidade no cabelo é grande se você respondeu sim para ambas as perguntas.

De qualquer forma, a melhor forma de ter um diagnóstico correto é consultando um profissional e especialista que, claro, te orientará a cuidar adequadamente.

O que causa oleosidade excessiva no couro cabeludo?

O corpo humano é formado por órgãos que formam sistemas e tecidos.

Mas, além desses elementos, o corpo humano também conta com a presença de glândulas que, dependendo do lugar, oferece uma função diferenciada.

Um tipo de glândula em nosso corpo é a sebácea.

As glândulas sebáceas são as principais responsáveis por produzir sebos, como o próprio nome indica.

Estes sebos, por sua vez, são importantes para oferecer proteção à pele e, por isso, são normais já que também contribuem para hidratação e nutrição dos fios de cabelo.

No entanto, a produção de sebo começa a ser um problema quando acontece em excesso já que causa dois problemas:

  • Aspecto de brilho extremo
  • Perda de movimento dos fios

Agora que você já sabe as consequências do sebo em excesso, você precisa entender as principais razões para essa produção sair do controle.

Nesse caso, os principais fatores para a oleosidade capilar são: genética, má higienização, excesso de limpeza e uso de produtos errados.

Para além desses aspectos, o desequilíbrio hormonal também pode ser um fator que podemos incluir na lista de o que causa oleosidade excessiva no couro cabeludo.

Embora já tenhamos falado sobre as principais consequências, será que a oleosidade capilar contribui para a queda?

Excesso de oleosidade no cabelo e queda capilar: Existe relação? Qual?

Como estamos aqui para explicarmos à você se existe relação – ou não – entre o excesso de oleosidade no cabelo e a queda capilar, não vamos enrolar, ok?

Portanto, sem muitas delongas, existe, sim, uma relação entre esses dois problemas.

Isso acontece porque, de acordo com o tricologista Lucas Fustinoni, os sebos que são produzidos pelas glândulas sebáceas são predominantemente ricos em di-hidrotestosterona, o DHT.

Podemos, dizer que se há muito sebo, logo, há muito hormônio DHT, certo?

Seguindo essa lógica, os sebos em excesso causam a obstrução dos poros capilares e, com isso, impedem que os poros capilares “respirem” da forma correta e normal.

Isso, obviamente, traz problemas à saúde capilar: se os poros capilares não respiram de forma normal, não há muito transporte de oxigênio e de nutrientes.

Dessa maneira, os fios ficam carentes desses personagens que são protagonistas para o crescimento capilar saudável.

A carência de nutrientes e oxigênios, então, faz com que o folículo capilar, sediado na raiz do cabelo, morra.

Por isso, é tão fundamental cuidar do couro cabeludo e dos fios para evitar problemas como a queda de cabelo.

Você sabe a melhor forma de acabar com a oleosidade?

Como acabar com oleosidade no couro cabeludo?

Acabar com o excesso de oleosidade no cabelo pode ser uma tarefa difícil para a maioria das mulheres.

No entanto, existem determinadas medidas que controlam a produção dos sebos e, assim, evita-se que os fios sofram com a queda.

Confira, abaixo, as melhores formas de lidar:

  • Frequência de lavagem do cabelo: o correto é não higienizar mais de uma vez ao dia
  • Higienizar os fios em água morna ou fria para não causar ressecamento
  • Opte por usar shampoos sem sulfato ou sem derivados de petróleo
  • Evite passar a mão ou pentear frequentemente os fios para não causar mais oleosidade

Essas ações são bem importantes para quem está procurando formas de como acabar com oleosidade no couro cabeludo.

No entanto, nenhuma delas, como você deve reparar, contribui para o recrescimento saudável dos fios após caírem. Nesse caso, o Minoxidil é melhor opção.

Minoxidil para queda de cabelo: funciona ou não?

Minoxidil é uma das melhores substâncias para mulheres que estão buscando crescimento saudável e rápido dos fios de cabelo e sabe por que?

Porque a principal propriedade desse produto é ser estimulante e aumentar a dilatação dos vasos sanguíneos.

Com maior dilatação dos vasos sanguíneos, o fluxo sanguíneo também aumenta e, consequentemente, mais oxigênio e nutrientes são transportados para a região em que o Minoxidil fora aplicado.

Apesar dos benefícios, a substância pode causar possíveis reações.

Minoxidil deixa o cabelo oleoso?

Um dos principais ingredientes do Minoxidil é o propilenoglicol.

Este, por sua vez, é um composto orgânico de álcool diol que, infelizmente, pode dar determinados efeitos colaterais como: ressecamento da região, coceira, vermelhidão, irritação e maior oleosidade nos fios.

Para evitar alguns desses problemas, você pode optar por usar o Minoxidil em espuma que não conta com a base alcoólica. Mas, apesar disso, ele também pode aumentar a oleosidade capilar.

Nesse caso, então, não tem muito para onde fugir: você precisa aprender a usar corretamente.

A principal dica é você aplicar o Minoxidil somente no couro cabeludo.

Para facilitar esse processo, você pode recorrer ao uso de um pincel chanfrado ou um pente de cabelo na hora da aplicação no couro cabeludo.

Onde comprar Minoxidil para queda de cabelo?

Adquirir um Minoxidil original em um estabelecimento de qualidade é essencial.

Se você não sabe onde adquirir o seu estimulante, indicamos a loja virtual Gigi Hair.

A loja Gigi Hair garante, além de Minoxidil de qualidade e original, frete grátis para todo o Brasil e suporte por e-mail ou WhatsApp.

Mais que isso, você tem escolha na forma de pagamento, garantia e ainda pode rastrear o seu pedido ou prazos e entregas.

Também não podemos esquecer de falar da opção de adquirir o kit de 3 meses do Minoxidil, que a Gigi Hair dá a suas clientes.

O kit de 3 meses é ideal para quem nunca usou Minoxidil e quer experimentar antes de desembolsar um valor maior para o tratamento.

Gostou do nosso artigo?

Você sofre com o excesso de oleosidade no cabelo?

O que faz para acabar com esse problema?

Minoxidil feminino espuma Rogaine vs Kirkland – Saiba qual é melhor para calvície

Fontes: [1] [2] [3]

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram